segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O Mar na Escócia



É incrível como a alma,
É um mar de inspiração,
Um mar com um farol,
Lá ao longe, na Escócia.
Se bem o vejo pela percepção das sensações,
O mar é tumultuoso,
Debate-se contra as rochas,
Grita, chora, como quem
Chama por alguém,
Revolta-se às vezes em grandes ondas,
Desesperado.
Irado, embate a sua raiva,
De encontro ao farol,
Às vezes iluminado, outras vezes,
Negro de uma escuridão triste.
Triste, o mar luta,
Numa luta perdida, à partida.



In A Luz e o breu de Miguel Oliveira

1 Comentários:

Blogger CC Comentou...

http://artt-sendim.blogspot.pt/

05 abril, 2012 18:13  

Enviar um comentário

<< Home